quarta-feira, 16 de julho de 2008

Posso Treinar Resfriado?

Freqüentemente alunos se perguntam se há algum problema em se treinar resfriado, se podem somente fazer musculação, ou algum exercício aeróbio. Se não devem fazer nenhuma atividade, ou se podem fazer algo mais leve.

Antes de qualquer coisa é oportuno distinguir “resfriado” de “gripe”: Os médicos geralmente atribuem o nome “resfriado” a infecções mais leves do trato respiratório, geralmente estas se devem aos rinovirus (nome dos vários tipos de vírus que causam o resfriado). Há uma pequena queda no sistema imunológico e geralmente não há febre (quando não ocorrem infecções ocasionadas por bactérias oportunistas). Já a gripe é causada pelo famoso vírus Influenza que também ataca as vias aéreas, porém gera infecções mais graves onde o sistema imunológico é mobilizado de uma maneira mais drástica, ocasionando febre. O sistema imunológico participa de todos os processos regenerativos do nosso corpo, portanto, é ele um dos principais responsáveis pelo restauro de microlesões, de tecidos desgastados, da fagocitose de células inativas etc.

Estes fenômenos acontecem tanto nos exercícios aeróbios quanto nos anaeróbios. Portanto a atividade física envolve a mobilização do sistema imunológico.Para uma pessoa saudável e bem condicionada, geralmente um resfriado não atrapalhará o desempenho no exercício, pois seu sistema imunológico é suficientemente forte para cumprir ambas as funções: Curar infecção respiratória e propiciar homeostasia e recuperação do exercício. Porém indivíduos com menor resistência e idosos podem ter problemas. Como sabemos a gripe é uma doença grave que acomete as vias aéreas, causando infecção séria, coriza e febre.

Neste caso fazer exercício nunca é recomendável, primeiramente porque estando o sistema imune abalado o estresse do exercício passa a ser um fator a mais para sobrecarregar o as defesas do corpo. Treinar com gripe pode piorar o quadro da doença. Além disso, os benefícios que seriam gerados pelos exercícios ficarão totalmente comprometidos. Emfim, temos de ser cautelosos. Sabemos facilmente distinguir uma gripe de um resfriado. Uma simples coriza, um nariz entupido não deve ser impedimento para alguém em boa forma treinar. Já no caso de sintomas mais graves, febre, dores, etecetera, jamais devemos treinar.

A atividade física não gera nenhum benefício para quem está gripado, visto que o sistema imune é muito requisitado.Fazer exercício doente, não importa o tipo (aeróbio, anaeróbio), apenas deprimirá mais ainda as defesas imunológicas, podendo, inclusive, agravar o quadro da doença.

4 comentários:

Vânia Almeida disse...

Oi André!
Muito obrigada pela confiança no Cuidando do Corpo, estás tb entre nosso favoritos.
Essa questão do resfriado e da gripe é muito interessante de se discutir. Muitos alunos meus vão a academia assim, com resfriados e gripes, mas por mais que a gente fale, eles treinam d qualquer jeito. Tem até casos de gente que vai a academia com problmeas mais granes de saúde e em crises, como a hipertensão. Mas, claro que eu não deixo nem entrar na academia, é chegando e eu mandando ir embora! rs
Abraços
Vânia

André Gil disse...

legal..

gostei muito do eu blog...

Em relaçao a este assunto, o treino realmente fica comprometido, é melhor então deixar passar do que fazer mau feito e se prejudicar

Um abraço

luisfelipeavai disse...

Emendo pra pedir um post que fale sobre as cãibras e o que é bom para prevení-las. E ainda as diferenças entre cãibra e fadiga muscular.

André Gil disse...

Anotado!

estarei viajando e o blog só voltará a ser atualizado na terça -feira 22/07.

Abraço